Campos de várzea recebem mais verba que saúde

admin
Por admin setembro 9, 2016 22:21

Campos de várzea recebem mais verba que saúde

A reportagem do jornal Folha de São Paulo do último dia 4 de setembro, publicou a matéria do repórter Artur Rodrigues, que trás uma grave denúncia de nossos parlamentares. A matéria intitulada “Vereador de São Paulo dá mais verba a campo de várzea que à Saúde”, revela que, pelo menos 39 políticos que passaram pela Câmara de Vereadores de 2013 a 2015, foram autores de emendas para a implantação de grama sintética por toda São Paulo.

A reportagem revela que, todas estas emendas foram destinadas as reformas em campos de futebol, o que equivaleu cerca de R$ 43,9 milhões em emendas parlamentares, cifra superior às voltadas às áreas de Saúde e Educação.

A matéria diz ainda que, no último mandato, os vereadores alocaram R$ 37,1 milhões nos chamados CDCs (Clubes da Comunidade), na maioria controlados por times de várzea. Mais R$ 6,8 milhões foram destinados a reformas de campos fora dos clubes, em locais como praças.

A Folha de São Paulo ainda fez uma análise nas quase 1,8 mil emendas parlamentares ao Orçamento dos últimos três anos. O gasto, suficiente para construir quase nove creches, representa 15 % dos R$ 291 milhões em emendas nos últimos três anos. A matéria revela também que, em Saúde, foram R$ 35,4 milhões (12%). Em Educação, R$ 3,1 milhões (1%).

Segundo a reportagem, na maioria das vezes, a reforma consiste na colocação de grama sintética, cujo valor pode ultrapassar R$ 1 milhão por campo. Os gramados costumam ser inaugurados em eventos na presença dos vereadores, com festas.

Os CDCs funcionam em terrenos municipais, mas são controlados por organizações de bairro. Em muitos locais, há cobrança de mensalidades para uso das quadras, o que é permitido por lei desde que o dinheiro seja usado para melhorias nos locais.

Veja a matéria completa

admin
Por admin setembro 9, 2016 22:21
Escrever um comentário

sem comentários

Ainda não há comentários!

Deixe-me lhe contar uma história triste! Não existem comentários ainda, mas você pode ser primeiro a comentar este artigo.

Escrever um comentário
Ver comentários

Escrever um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Facebook

Empreendedorismo